4.5.12

ANTIOXIDANTES VERSUS RADICAIS LIVRES: O AUMENTO DA FORÇA CELULAR ANTI-ENVELHECIMENTO



Conceito: Os RADICAIS LIVRES são substâncias (moléculas) naturalmente presentes no nosso organismo, envolvidas em vários processos, tais como, respiração, digestão e contracção muscular.

Estas moléculas quando em quantidades excessivas, tornam-se “ovelhas negras”, pois provocam alterações no nosso ADN, nas proteínas e nos ácidos gordos polinsaturados, presentes nas nossas células. Os danos causados pelos radicais livres têm sido relacionados com o aumento do stress celular e o desenvolvimento das doenças, principalmente as degenerativas como o cancro, doenças cardiovasculares, cataratas, glaucoma e Alzheimer.

ü   Factores que aumentam a produção de radicais livres e aceleram o envelhecimento:

·       Quadros de infecções, radiações, doenças e convalescenças;
·       Tabaco, álcool excessivo e consumo de drogas ilícitas;
·       Actividade física muito intensa EXTENUANTE;
·       Poluição, exposição a materiais tóxicos e metais pesados;
·       Excesso de exposição ao sol;
·       Comer de forma exagerada e além da necessidade;
·       Alimentação rica em hidratos de carbono de alto índice glicémico ou jejum prolongado (aumento de insulina e cortisol);
·       Alto consumo de gorduras saturadas (baixo consumo de ómega-3 e gorduras insaturadas);
·       Stress, pouco descanso e irritabilidade.

ü   Vamos saber mais? Como combater os radicais livres?

Além de incorporar um estilo de vida moderado e tentar evitar de forma contínua os factores citados acima, a alimentação é a maior ferramenta na luta contra a acção dos radicais livres, através do consumo regular dos alimentos ricos em antioxidantes.

Conceito: os ANTIOXIDANTES são um conjunto heterogéneo de substâncias formadas por vitaminas, minerais, pigmentos naturais, compostos vegetais e enzimas, que bloqueiam o efeito danoso dos radicais livres.
 
O termo “antioxidante” significa que impede a oxidação (degradação) que ocorre naturalmente no interior do organismo, fruto de nosso metabolismo. Os antioxidantes estão naturalmente presentes em frutas e vegetais, assim como em grãos integrais. Atenção que os processos de industrialização e cozedura dos alimentos podem anular os efeitos anti-oxidantes (destruir as moléculas de saúde). Vejamos as armas primárias desta luta?

·       A vitamina C é encontrada em todas as frutas, principalmente as cítricas e vegetais como brócolos e o pimento;
·       A vitamina A (os carotenóides ou beta-carotenos) é encontrada em tudo o que possui uma cor viva e forte (alaranjado, amarelo, verde-escuro). Vejamos alguns exemplos em hortaliças: espinafres, grelos, agrião, rúcula, etc; legumes: a abóbora, a cenoura, o tomate; e frutas: papaia, manga, a laranja, a ameixa, pêssego, dióspiro, amoras, mirtilos, cerejas, morangos, etc;
·       A vitamina E é encontrada em sementes e castanhas, bem como em óleos vegetais. Exemplos: abacate, sementes de girassol e pevides de abóbora;
·       O selénio está presente em frutos do mar, alguns grãos, cereais integrais, sementes oleagenosas e castanhas do Pará.

A dica principal é buscar as cores intensas: verde-escuro, vermelho, amarelo, laranja, roxo… São os melhores indicativos da presença de antioxidantes.

Boas escolhas!