7.5.12

A ÁGUA E HIDRATAÇÃO: mente e corpo!


A vida começa na água e só pode continuar a existir se ela estiver presente.

O corpo humano de um adulto é constituído de aproximadamente 70% água. O de um bebé recém-nascido chega a ter quase 80% de água, enquanto o das pessoas idosas tem cerca de 50%. A maneira mais rápida de comprometer a saúde é ficar cronicamente desidratado. É dito que o envelhecimento pode ser considerado um processo de secagem, uma vez que da infância até a velhice a quantidade de água no corpo diminui gradativamente. 

 A função cerebral está intimamente ligada a hidratação. Como a boa hidratação, facilita a nutrição e a circulação cerebral, caso haja baixa quantidade de água, o sangue fica mais "viscoso" e "grosso"e de circulação mais lenta. Além de irritabilidade, falta de concentração, pode acompanhar perda da disposição para realização das actividades diárias.
A água também possui efeito terapêutico, relaxante e no alívio de males quando usada exteriormente. Banhos termais, de imersão, acento, saunas e ofurôs, devem fazer parte de nossos hábitos. Neste caso, se possível associar os conhecimentos de fitoterapia e óleos essenciais para enriquecer os procedimentos seria espectacular!



ü    Vejamos algumas das principais funções da água:
     ·        Regula a temperatura corpórea, através da eliminação do suor;
·        Elimina resíduos metabólicos e toxinas, através da urina e do suor;
·        Faz a distribuição de nutrientes pelo corpo através do sangue até às células;
·        Ajuda a retirar o ácido láctico, que causa a sensação de dor e fadiga dos músculos;
·        Manutenção do sistema enzimático e regeneração celular.

ü    Veja as principais consequências da baixa hidratação corporal:
·        Cabelos fracos e desvitalizados, pele seca, descamação do couro cabeludo;
·        Dores de cabeça, distúrbios de concentração, sono e memória;
·        Olhos secos e tecido das vias aéreas com baixa humidade: mais propensos a inflamações e infecções;
·        Conjuntivites, sinusites, bronquites, pneumonias;
·        Dificuldade renal e hepática em expulsar toxinas, acúmulo linfático: desnutrição celular;
·        Lesões da pele com aparecimento de cravos e espinhas, pela não eliminação adequada das toxinas;
·        Baixa produção de saliva, má digestão;
·        Distúrbio no aproveitamento adequado de vitaminas e sais minerais: fadiga, cãibras, perda de força muscular, problemas ósseos e dentários;
·        Respiração dificultada, por vezes levando à falta de ar, sobretudo nos exercícios físicos;
·        Constipação (devido a fezes secas e endurecidas, que lesam o tecido intestinal ao moverem-se em seu interior);
·        Impotência ou disfunções erécteis ou, no caso das mulheres, sangramentos ou úlceras vaginais.

ü    Vamos saber mais? Beber ou não beber?
Preconiza-se 1 copo de 100 a 200ml de água por hora em que se está acordado. A ingestão de água deve ser independente da sede, constante e rigorosa.
Durante as refeições o ideal é evitar líquidos. Até 1 hora antes e 1 a 2 horas após as refeições seria o indicado. Se necessário (ex.: tomar um medicamento), que faça o consumo de até 100 ml. Maior que 100 ml dará mais trabalho ao estômago e ao fígado durante a digestão, pois o suco gástrico fica mais diluído, contribui para a menor absorção dos alimentos e facilita os episódios de refluxos, azia e gastrite. Uma dica para saber se bebe água de menos, observe a cor e o odor da urina (ideal ser quase incolor e inodoro).

ü    Como saber a boa qualidade da água?
A ciência tem ajudado a determinar que as melhores medidas para a nossa água potável são o PH e a pureza. Quanto a pureza, imprescindível que a água seja de boa qualidade: filtrada ou mineral. Jamais consuma água directamente da torneira.
Quanto ao “PH” (quantidade de "hidrogénio potencial") é medido em uma escala de 0-14. O neutro é 7 (nem ácido nem alcalino), presente apenas na água destilada. Abaixo de 7 permite saber que o ácido está presente, e uma medida acima de 7 indica alcalinidade na água. Para manter um corpo saudável, a água potável tem possuir o ph entre 6.8 e 7.5.

ü    A água como condutora eléctrica:
A água é condutora eléctrica o que irá facilitar e optimizar as funções do cérebro, do coração (órgãos que funcionam graças aos impulsos eléctricos) e da energia vital (circuito de meridianos). Para perceber melhor, leia mais em: A Anatomia energética e A Medicina Chinesa.

Masaru Emoto, um pesquisador japonês e especialista no estudo da água microcluster, descobriu que a água poluída ou contaminada, bem como a que é altamente processada ​​e/ou clorada, produz microscopicamente deformidades. Inversamente, a água alcalina pura, produz cristais bonitos com uma variedade única e ordenada. A pesquisa de Emoto é uma revelação notável e fornece evidências adicionais de que "a água é mais do que a fonte da vida, reflecte também a nossa mente”, comenta. Sendo nosso corpo mínimo 70% água e o pensamento uma vibração eléctrica poderosa, sua intensidade reflecte-se em cada célula rica em água, deformando-a ou deixando-a mais vitalizada, contribuindo com o sistema imunitário.
Suas fotografias de águas poluídas e moléculas de água pura podem ser vistas em seu livro "Mensagens da Água", ou em http://www.masaru-emoto.net/

                            

AR PURO E RESPIRAÇÃO ADEQUADA: o melhor dos remédios


“Um ser humano pode sobreviver vários dias sem comida, poucos dias sem água, mas somente alguns minutos sem ar”.

O ar puro, às vezes, é mais benéfico que muitos remédios e pode ser mais necessário que o alimento. O oxigénio, presente no ar em proporções adequadas para nosso cérebro, fortalece a mente, esclarece-a, tonifica-a e torna-a muito mais produtiva.
A qualidade do sangue depende da complexa oxigenação dos pulmões. Só a maneira completa de respirar consegue isso. Através das trocas gasosas, nos alvéolos pulmonares, se dá a transformação do sangue venoso em arterial, a eliminar as impurezas. O fígado e os rins também auxiliam no processo de limpeza.
Segundo o pesquisador Roy Walford, MD no livro Golden Ratio Lifestyle Diet, pessoas com baixa CV (Capacidade Vital dos pulmões), não vivem tanto quanto as pessoas com boa CV, portanto respirar trata-se de um importante bio-marcador da verdadeira idade biológica. A CV é medida em quanto ar você consegue colocar para fora depois da máxima inalação.
As afecções não se alastram na presença de oxigénio. Um sangue rico em oxigénio e perfeitamente purificado leva cura a qualquer parte do corpo em processo infeccioso. Consegue neutralizar as impurezas de uma infecção até a sua eliminação, pois assim o sistema de defesa terá todas as condições para um bom trabalho.
Caso haja pouco oxigénio, o sangue segue para nutrir o corpo ainda repleto de toxinas. Os rins e o fígado não conseguem eliminar tudo o que é necessário. Este quadro favorece a propagação das toxinas para todo o corpo, favorece o processo de envelhecimento e o aparecimento de doenças.

AR NA MEDIDA: para evitar excesso de toxinas no corpo, ter o sangue limpo e garantir muito boa digestão:

·        Coma na presença de ar puro. Se for possível caminhe ao sol e ao ar livre após a alimentação (são grandes facilitadores da digestão);
·        Faça exercícios físicos e exercícios respiratórios (o melhor sempre será o ar da manhã).
·        Durma na presença de ar puro. Empenhar-se para que durante a noite, o ar puro entre no quarto;
·        Usar roupas de fibras naturais. Algodão, linho ou cânhamo cru são os tecidos ideais para se deixar em contacto com o corpo. Evitar o contacto directo com substâncias sintéticas ou lã.
ü    Vamos saber mais? Como é uma respiração adequada?
A respiração ideal é a completa. Inicia-se na parte baixa dos pulmões, com o auxílio do diafragma, a elevar o peito, de maneira rítmica, uniforme e regular, alcança a parte média e atinge a parte superior. Assim, todo o pulmão trabalha.
A melhor técnica para exercitar a respiração e o cérebro é de origem indiana e é praticada pelos adeptos do ioga, chama-se PRANAYAMA. É muito fácil aprender e terá maior facilidade em raciocinar e coordenar os picos de stress. Tenha consciência da importância de realizar técnicas respiratórias em seu dia-a-dia. Contribui para equilibrar o sistema nervoso e acalma a mente, pode fazer nos picos de tensão ou confusão, ou até mesmo para adormecer mais rapidamente.

·        RESPIRAÇÃO PRANAYAMA: aumento de consciência e melhora da gestão do stress.
      Para a prática do Pranayama encontre uma posição confortável. Há quem considere certas posições mais “adequadas” ao pranayama e à meditação. Temos de ser práticos: a melhor posição é aquela que lhe for mais confortável, deste que mantenha a cabeça, a coluna e o pescoço alinhados.
      O pranayama está ao alcance de todos. Ser capaz de respirar é o seu único requisito. Se estiver doente ou fisicamente debilitado, pratique deitado. Ou, melhor ainda, flita os joelhos e aproxime-os do tórax. Afaste os pés à largura das ancas e vire os dedos para dentro, uma posição confortável com menor risco de adormecer.
      A posição clássica é o Padmasana: posição de lótus, em que se cruzam as pernas e os pés repousam sobre as coxas, só é aconselhável se for extremamente flexível das ancas.
Pode sentar-se numa cadeira ou apenas cruzar as pernas e sentar em cima de um cobertor dobrado. Encontre a sua melhor posição.
1.     Sente-se comodamente de olhos fechados. Junte o polegar e o dedo médio da mão direita com a palma voltada p cima e deixe-a repousada.
2.    Tape a narina direita e inspire profundamente pela narina esquerda inale o ar, a contar de 6 a 12 pulsações (a encher completamente o pulmão).
3.     Retenha o ar, a contar 6 a 8 pulsações.
4.    Solte o ar pela narina direita, a contar de 8 a 12 pulsações (a esvaziar completamente o pulmão, como se o umbigo tocasse as costas).
5.     Conte 6 pulsações antes de inalar novamente.
6.    Inspire profundamente pela narina direita e inale o ar, a contar de 6 a 12 pulsações (a encher completamente o pulmão).
7.     Retenha o ar, a contar 6 a 8 pulsações.
8.    Solte o ar pela narina esquerda, a contar de 8 a 12 pulsações.
9.    Retenha o ar, a contar 6 a 8 pulsações.
10.                        Recomece: inspire profundamente pela narina esquerda e inale o ar, a contar de 6 a 12 pulsações.
11.                         Uma sequência é composta por três inspirações em cada narina, e começa e termina com uma expiração da narina esquerda. Realize 5 sequências e descanse o braço o tempo que precisar ou alterne as mãos antes de cada sequência. Deixe-se levar pela paz e tranquilidade da mente durante o exercício e de cada pausa natural de cada exercício.
Se não conseguir inalar a contar 12 pulsações, pode começar com 6 e ir a aumentar até quando for possível.
 Ø     Dica: imagine que tem um pires com cinzas à frente da narina, debaixo do nariz. Se inspirar ou expirar com muita força, inalará as cinzas ou as deitarão para fora do pires em cima de si. Controle o ritmo a mentalizar este ritmo regular.

Além disso, veja alguns exemplos de exercícios para trabalhar a respiração adequada (ideal ao ar livre):

·        RESPIRAÇÃO PURIFICADORA: esta respiração é especialmente boa para ser feita em períodos de doença, principalmente as das vias respiratórias (pulmões).
1.     Inale uma respiração completa.
2.    Retenha o ar por alguns segundos.
3.     Coloque os lábios como se fosse assobiar.
4.    Exale só um pouco (mais ou menos metade que se inalou), através dos lábios nessa posição, mas sem empolar as faces. Espere alguns segundos.
5.     Exale o resto do ar em pequenas porções.
6.    Descanse alguns segundos e reinicie.

·        RESPIRAÇÃO TONIFICADORA: é especialmente boa para ser feita em períodos de stress, insónia, tensão ou apenas para bem-estar.
1.     Inspire completamente e expire completamente sempre pelo nariz (a encher e esvaziar todo o pulmão, como se o abdómen pudesse tocar as costas).
2.    Repita este processo 20 vezes bem rápido, depois repita 20 vezes moderadamente, depois repita 20 vezes lentamente.
3.     Ao concluir 1 ciclo de 60 respirações, reinicie novamente o ciclo de 20 repetições rápidas, depois 20 moderadas e 20 lentas (sempre nasais) até completar o mesmo ciclo de 60 repetições 3 vezes, ou seja, ao todo serão 180 respirações.

·        RESPIRAÇÃO PASSO A PASSO: é ideal para realizar durante as caminhadas. Ao caminhar normalmente, mantenha a cabeça erguida, o ventre ligeiramente encolhido, os ombros soltos.
1.     Inale uma respiração completa, contando mentalmente de 1 a 8. Cada passo, um número. A inalação deve durar 8 passos.
2.    Exale a contar os passos até 8, um número cada passo.
3.     Repita. Quando cansar, repouse e reinicie em seguida. Adapte o número de passos à sua capacidade.

Comece agora mesmo a praticar a sua respiração!
Força!
Referências bibliográficas:
 
Roy Walford, MD : Golden Ratio Lifestyle Diet.

Brown, Christina: Ioga. Parragon Books.

WHEY PROTEIN O VERDADEIRO LEITE: a proteína do futuro



Whey Protein é uma bebida saudável fonte de proteínas puras e de alta qualidade. É uma riquíssima fonte de aminoácidos essenciais requeridos diariamente pelo organismo. É derivada do leite de vaca (mesmo quem é alérgico ao leite pode consumir o Whey).
         
Já ouviu sobre um preparado a base de leite que tenha mais funções que o leite em si?
Aumentar o sistema imunitário, ajudar na regeneração óssea, produzir uma pele, cabelo e unhas com maior qualidade, são só alguns dos benefícios proporcionados pelo Whey Protein. Trata-se de uma excelente opção proteica para todas as idades, capaz de produzir muitos benefícios em diversas áreas da saúde.
O soro do leite, a base do Whey foi descoberto há mais de 40 anos, quando o “ranço aquoso” que sobrava da produção de queijos era adicionado à ração de porcos e que por conta da “nova dieta” tiveram gerações seguidas sem doenças como o cancro. A partir dai a curiosidade e os estudos com Whey Protein foram incessantes.
O leite comum, apesar de ser a bebida de preferência mundial, vem perdendo pontos nutritivos no seu processo de industrialização. A pasteurização, processo que eleva o leite à altas temperaturas, com o objectivo de afastar bactérias nocivas, consegue manter algumas propriedades como o teor de cálcio, porém compromete o perfil de aminoácidos, substâncias importantes na formação e no fornecimento de proteínas, mas que são sensíveis à altas temperaturas.
                   A proteína é a “matéria-prima” que constrói a vida, praticamente o “tijolo” do corpo, pois está presente em todas as estruturas e em quase todas as funções do corpo existe a necessidade de um tipo de proteína.
                        O Whey possui TODOS os aminoácidos essenciais para a formação das proteínas e em comparação com outros alimentos também fontes proteicas, possui o mais alto valor biológico, ou seja, sua proteína é totalmente absorvida, utilizada e retida pelo organismo. Nada se perde.
                   O soro do leite, a base do Whey, é preparado através de um delicado processo de seguidas microfiltragens, que eliminam toda a gordura, o colesterol e quase a totalidade da lactose, o açúcar do leite, conhecido por causar alergias, má digestão, excesso de fermentação e intolerâncias ao leite. Este processo além de preservar o cálcio e todo o perfil de aminoácidos essenciais, concentra substâncias únicas como a beta-lactoglobulina, a alfa-lactoalbumina (tipos de proteínas pouco encontradas na natureza) e o aminoácido triptofano, presente também no leite materno, com potentes benefícios incluindo a regulação do sono e a melhora do humor em estados de stress. Sim! O Whey deixa-nos de bom humor!
                        Sua composição é a única capaz de aumentar drasticamente os níveis de glutatião, o antioxidante universal do corpo que retarda a presença de doenças e o envelhecimento, além de ter uma acção fortíssima sob o sistema imunitário, incentivando-o a trabalhar. Por este motivo, torna-se um alimento de amplo uso terapêutico. Há diversos estudos a mostrar a contribuição do Whey no combate a infecções, doenças auto-imune, doenças relacionadas ao envelhecimento e à perda óssea. Como o Whey Protein promove o ganho de massa magra/ muscular, é também benéfico para idosos emagrecidos ou em estados degenerativos, crianças em desenvolvimento, atletas ou até mesmo para recuperar a flacidez corporal em regimes de emagrecimento (possui baixas calorias e alta concentração de nutrientes!), entre muitas outras condutas.
Antes de iniciar o consumo, no entanto, é importante notar as descrições de um bom produto. Existe uma grande variação de marcas e nem sempre encontramos um produto de qualidade. Um bom Whey deve ter grandes fracções de isolados do soro do leite e baixa concentração de hidratos de carbono ou açúcares. O Whey com o termo “concentrado” nos ingredientes, acaba por ter uma qualidade inferior.
O ideal é consultar um profissional qualificado a fim de saber a dosagem ideal, o melhor horário e as especificidades para cada pessoa. ATENÇÃO: pessoas com problemas renais devem evitar consumir complementos de proteínas.
                   Veja algumas curiosidades sobre o Whey.        
ü    É possível obter Whey Protein apenas pela ingestão de leite? O leite puro possui apenas 1% de Whey Protein. Para a obtenção total dos benefícios do Whey Protein é necessário consumir um produto de alta concentração e qualidade, como o Whey Protein com altas fracções de isolado do soro do leite Este tipo de Whey puro 100% isolado, é isento de gorduras e lactose, facilmente tolerado por quem normalmente é intolerante ao leite.
ü    O Whey Protein pode ser ingerido por gestantes e crianças? O Whey Protein possui proteínas completas de alta qualidade e pode ser aceite como fonte proteica para gestantes e crianças saudáveis. O segundo componente mais abundante no Whey Protein é a alfa-lactoalbumina, uma das proteínas que mais se assemelha ao leite materno. As fórmulas infantis com frequência incluem o Whey Protein em suas composições, principalmente as especiais para bebés imaturos.
ü     ATENÇÃO: existem muitas marcas no mercado, duvide das muito baratas (Whey de baixa qualidade) ou com muitas misturas de proteínas (blend). Importantíssimo antes de tomar Whey Protein, consultar seu médico ou nutricionista para saber qual o produto e a quantidade mais adequada.

Veja aqui algumas das melhores marcas do mundo:
OBS: a compra através do sites: http://www.prozis.com/pt  e http://www.lef.org/ é totalmente segura. Veja alguns das melhores marcas do mundo:




ENHANCED LIFE EXTENSION PROTEIN – Life Extension Foudation





VP2 - AST





ISOPURE – Nature´s Best






PLATINUM  HYDRO WHEY – Optimum Nutrition



      Veja abaixo alguns links com alguns dos estudos que confirmam os benefícios do whey protein à saúde e/ou o consumo de glutatião (presente no Whey):

Scientific Abstracts: Comprehensive Nutrient Review: Glutathione Research Abstracts:

Scientific Abstracts: LE Magazine, March 2006 - Abstracts: Vitamin D, Cherries, Tissue Regeneration and Whey Protein:

Scientific Abstracts: Cancer Adjuvant Therapy - Abstracts : Online Reference for Health Concerns:

Scientific Abstracts: Catabolic Wasting - Abstracts : Online Reference for Health Concerns:

Scientific Abstracts: Immune Enhancement - Abstracts : Online Reference for Health Concerns:

Referências bibliográficas:

Web:


Livros:
Ø     Ward, Lorens S. Ph.D – Nutrition and Food Science: Whey Proteins – Na Introdution to Whey protein manufacture and a supplement that decreases body fat and increases muscle mass.
Ø     Icon Health Publications: Whey Protein - A Medical Dictionary, Bibliography, and Annotated Research Guide to Internet References.
Ø     Charles OnwulataPeter Huth: Whey Processing, Functionality and Health Benefits, ed. John Wiley & Sons, 2009.