Medicina Chinesa


A MEDICINA TRADICIONAL CHINESA



    Todas as civilizações orientais crêem na existência de uma força motriz que impulsiona o “sopro da vida”, considerada uma energia vital presente em tudo o que é vivo. Os chineses muito antes de 600 a.C. já falavam do “QI”. Os hindus o nomeiam o “Prana”.
No nascimento de nossa medicina também há relatos deixados por Hipócrates, o pai da medicina, do que ele chamou “Fisis”, que em grego significa natureza. Daí termos o nome física = estudo da natureza. Tempos depois, com o domínio predominante do pensamento Newtoniano, deixou-se de analisar estas descobertas e nossa medicina foi construída com os conhecimentos da física mecânica.
Einstein, através da física quântica, quis enriquecer as bases da formação das diversas ciências e escolas, dentre elas o estudo do corpo humano, com a informação de que a matéria corporal é também energia no campo microscópico molecular (E=m.c²), mas deste então, isso vem sendo ignorado. O conceito de energia vital ainda hoje é visto como esotérico ou místico.
Essa energia liga tudo o que é vivo, como a verdadeira internet entre todos nós e a natureza, aonde a dualidade estará sempre em constante complementaridade. A força energética está a impulsionar a matéria, e vice-versa, um só existe com o outro.
A luz da cultura Chinesa, a saúde é medida pela presença do "QI", assim como a doença é caracterizada pela sua queda. Acupunctura nasce neste contexto, pois trata-se de uma terapia que além de auxiliar a fortalecer o sistema imunológico, previne e trata doenças, através de técnicas que recuperam e harmonizam o circuito da energia vital. O seu poder é tamanho que é reconhecido pelo seu poder analgésico (controlo da dor) e por ser retardador do envelhecimento.
      Atenção que a Medicina Tradicional Chinesa (MTC) combina vários métodos de tratamento para restaurar e manter a saúde e a energia: acupunctura, fitoterapia (ervas), Tui Na (massagem), terapia dietética e qiqong (yoga chinesa).
      MTC é um sistema de diagnóstico e tratamento que é usado na China há mais de cinco mil anos (para a fitoterapia) e dois mil e quinhentos anos para a acupunctura. A MTC vê os indivíduos como organismos integrais: mente e corpo. Para a cultura chinesa, é impossível separá-los. Este conceito holístico é designado para curar doenças, manter a saúde e o bem-estar.
      No ocidente, a MTC é considerada uma medicina alternativa. Entretanto na China e Taiwan, é considerada parte integral do sistema de saúde. Acupunctura é aceita pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e em diversos países já é possível adoptá-la juntamente com o sistema de saúde.

∞ Vamos saber mais? Como funciona a acupunctura?

     Semelhante ao nosso conjunto de veias e artérias, os meridianos acupuncturais percorrem todo o nosso corpo e todos os órgãos, com o objectivo de nutrir. A diferença é que em veias e artérias circulam o oxigénio e os nutrientes captados dos alimentos, e nos meridianos circulam a nutrição vinda do sol, ou seja, a energia solar (também denominada de energia cósmica vital). A energia solar, na forma de ondas electromagnéticas, penetra na pele e é imediatamente absorvida e transportada a todo o organismo através dos meridianos acupuncturais.
      Assim como uma veia pode ser obstruída (por exemplo por excesso de gordura), um meridiano também pode obstruir-se e impedir que a nutrição vital energética chegue aos órgãos e vísceras. É por isso, que a terapêutica da acupunctura visa desbloquear meridianos através do uso das agulhas. Para isso, existem pontos específicos em cada meridiano que quando manipulados são capazes de dispersar energias estagnadas ou tonificar energias bloqueadas.
      Da mesma forma que nossos órgãos dependem deste recebimento energético para estar em equilíbrio, existem muitos tipos de perturbações que também podem entrar por eles, como por exemplo um vento frio. Por isso, além de nutrir, os meridianos auxiliam também os sistemas de defesa do corpo, principalmente contra as energias perversas das mudanças bruscas de temperatura.
      Os pontos de acupunctura são vias de acesso através das quais a energia pode fluir dos campos energéticos ambientais para os campos subtis do corpo físico e etérico (ou eléctrico). Os locais exactos na pele aonde se localizam, podem ser determinados a partir de uma de suas características, a baixa resistência eléctrica ou em outras palavras, a alta condutividade, a qual é compatível com a função desempenhada por eles de “portões de entrada” de energia no corpo.





A acupunctura é associada com a inserção de finas agulhas em pontos-chave do corpo. Esta forma de tratamento geralmente é indolor, mas o paciente pode sentir o movimento da energia, podendo variar de uma sensação de relaxamento no músculo tenso ou até mesmo uma fina corrente a passar no local de inserção. Além da melhora física, muitos pacientes relatam experienciar um profundo estado de paz, tranquilidade e harmonia.
 A acupunctura também pode ser realizada por uma estimulação eléctrica, com a utilização de máquinas específicas ou laser. Muito benéficas em quem possui intolerância a agulhas e principalmente em crianças. Neste caso, o paciente não presencia nenhum choque, são ondas muito subtis. Assim como não sentimos as ondas encontradas nos telemóveis, esta metodologia é completamente indolor.
Um exemplo de electroacupunctura é o método que utilizo com o auxílio do SCIO (biofeedback), na Medicina Quântica.
 O sistema de meridianos acupuncturais é ao mesmo tempo uma ferramenta de diagnóstico e uma ferramenta terapêutica. As alterações energéticas do sistema de meridianos podem ser utilizadas para identificar a presença de doenças. Inversamente, a energia pode ser manipulada e introduzida no sistema para promover a cura, podendo o tratamento incluir a estimulação dos pontos de acupunctura através das agulhas, correntes eléctricas, ondas sonoras, luz laser e pressão exercita pelos dedos.

√ IMPORTANTE: Assim como qualquer metodologia que envolve saúde, tenha certeza de que está a contactar um profissional qualificado para a função.

∞ Vamos saber mais? Veja alguns benefícios da acupunctura:

      • É extremamente preventiva, pois antes mesmo de ter-se algum sintoma físico, já é possível identificar que meridianos se encontram em desequilíbrio, antecipando a entrada das fragilidades;

• É capaz de estimular a função imune, aumentando a resistência a bactérias e vírus;

• Aumenta a vitalidade e a energia;

• Possui efeitos tanto no físico como no emocional;

• Pode ser efectiva para tratar e reduzir dor, inclusive em casos crónicos;

• Além de auxiliar no tratamento de praticamente toda a patologia (semelhante a medicina convencional), possui também eficácia em tratamentos específicos do emocional como: pânicos, choques e depressões;

• Pode aprimorar a performance desportiva e prevenir lesões.


√ DICA: Para perceber melhor, sugiro a leitura dos textos Os Chakras e A Anatomia energética.